II Seminário de Direito Desportivo de Pernambuco


Imagem
 
O II Seminário de Direito Desportivo de Pernambuco contará com a participação de 2 palestrantes, conforme programação a seguir:
 
19:00 – Abertura – Dr. Glauber Vasconcelos

- Apresentação do IPDD

- Apresentação da CDD
 
19:10 –  Atualidades da Justiça Desportiva – Dr. Ivan Rocha
  
20:00 - Debate
  
20:25 – Impacto da publicidade na transmissão esportiva – Dr. Ticiano Gadêlha
  
21:00 - Debate

21:30 - Encerramento


O seminário ocorrerá no anfiteatro da Faculdade de Direito do Recife.

A entrada é franca e não haverá a confecção de certificados.

Basta comparecer ao local do evento, e iremos recebê-lo com muito prazer! 

Categoriasjurídico

A VIOLÊNCIA E O FUTEBOL

Recentemente os principais veículos de informação divulgaram que uma liminar do Poder Judiciário proibiu a entrada de torcedores uniformizados nos estádios de Pernambuco. Essa medida foi deferida a pedido do Ministério Público de Pernambuco.

Não temos a intenção de analisar os fundamentos ou o mérito da referida ação judicial, mas é muito importante fazer, nessa oportunidade, as seguintes ponderações:

(i)             Não se solucionam problemas complexos através de medidas individuais, por liminar, sentença ou decreto. A violência levada a efeito por pseudo torcedores de futebol só pode ser combatida com um plano de ação estruturado, do qual participe, com atitudes colaborativas, a Polícia, o Ministério Público, o Poder Judiciário e principalmente os clubes e a Federação Pernambucana de Futebol;

(ii)            A medida liminar é boa e tem o nosso apoio, mas isoladamente, não terá efeitos, mormente quando se sabe que o maior problema de violência não está dentro dos estádios, mas fora deles;

(iii)           A cobrança da opinião pública com relação à impunidade, embora seja procedente, deve vir associada a uma reflexão do conceito de impunidade. Há instrumentos legais que estão deixando de ser utilizados (TCO´s, BO´s etc) por que há um inconsciente coletivo que entende punibilidade apenas como sendo prisão e não valoriza o devido processo legal. Precisamos dar um tratamento constitucional à questão e não apenas um tratamento policial.

O Instituto Pernambucano de Direito Desportivo – IPDD entende que a violência é um problema social que não se limita às praças de desporto e que somente com ações políticas coordenadas essas questões poderão começar a ser administradas, sabendo-se que o investimento é de longo prazo.

Instituto Pernambucano de Direito Desportivo – IPDD

Categoriasjurídico

Prêmio José Joaquim Pinto de Azevedo

Gostaríamos de convidá-lo para a entrega do 3º Prêmio José Joaquim Pinto de Azevedo.
 
Segue abaixo uma breve explicação do prêmio e em anexo o convite virtual utilizado para divulgação.

A Diretoria do IPDD resolveu, em 2010, estabelecer o Prêmio Instituto Pernambucano de Direito Desportivo, cujo primeiro e único premiado foi José Joaquim Pinto de Azevedo.

 
A partir de 2011, o prêmio passou a se chamar José Joaquim Pinto de Azevedo, e o primeiro agraciado foi o então Juiz Coordenador do Juizado do Torcedor de Pernambuco, Ailton Alfredo de Souza. O segundo agraciado foi o primeiro Presidente da Diretoria Executiva do IPDD, Fábio Menezes de Sá Filho, em homenagem às realizações durante a sua gestão à frente da instituição.
 
Assim, a finalidade do prêmio é homenagear a personalidade pernambucana, que tenha prestado relevante contribuição no ano ao Direito Desportivo.
 
Portanto, esse prêmio é entregue anualmente, sempre no mês de dezembro, por ocasião das festividades de final de ano. 

Quanto à entrega do prêmio deste ano, eis os dados da premiação:

Agraciado: Hilton Carvalho Galvão (Presidente do TJD/PE e Presidente da Comissão Organizadora do II Seminário Nacional de Direito Desportivo na Prática)
Evento: Entrega do 3º Prêmio José Joaquim Pinto de Azevedo
Dia: 04.12.2013 (quarta-feira)
Horário: 12h30 (Almoço de adesão no valor de R$ 47,90 + 10%)
Local: Entre Amigos (Espinheiro)
Endereço: Rua da Hora, 695 – Espinheiro, Recife-PE


Contamos com a sua presença.

Respeitosamente,

 
Ivan Rocha
Presidente da Diretoria Executiva do IPDD
Categoriasjurídico

CURSO – DIREITO DESPORTIVO TRADICIONAL

Datas: 21, 23, 28, 30/OUTUBRO – 04, 06/NOVEMBRO

Horário: 19:00 às 21:00
Local: ESA-PE
Carga horária: 18h/aula

Professor:  FÁBIO MENEZES DE SÁ FILHO – Mestre e Graduado em Direito pela UNICAP. Especialista em Direito Judiciário e Magistratura do Trabalho pela ESMATRA VI. Professor do Curso de Graduação em Direito da Faculdade Damas da Instrução Cristã (FADIC); do Curso de Graduação em Direito da Faculdade Marista Recife (FMR); do Curso de Especialização em Administração Esportiva da UNICAP; e do Curso de Pós-Graduação em Direito do Trabalho, Processo do Trabalho e Direito Previdenciário do Instituto dos Magistrados do Nordeste (IMN). Presidente do Conselho Fiscal e Associado Fundador do Instituto Pernambucano de Direito Desportivo (IPDD). Presidente do Conselho de Ética do INAMA/PE. Coordenador do Núcleo de Direito Desportivo da ESA/PE. Membro da Asociación Iberoamericana de Derecho del Trabajo y de la Seguridad Social (AIDTSS); e do Instituto Brasileiro de Direito Desportivo (IBDD). Administrador e Associado Fundador da Academia Jurídica Virtual: grupo de discussões e informativos jurídicos. Advogado.
Professor: FERNANDO TASSO DE SOUZA NETO – Doutorando em Ciências Jurídico-Empresariais e Mestre em Ciências Jurídico-Laborais e Desporto pela Universidade de Coimbra, Portugal. Professor do Curso de Especialização em Administração Esportiva da UNICAP e do Curso de Graduação em Direito da Faculdade Boa Viagem (FBV). Coordenador do Núcleo de Direito Desportivo da ESA/PE. Presidente da Diretoria Executiva e Associado Fundador do Instituto Pernambucano de Direito Desportivo (IPDD). Membro do Instituto Brasileiro de Direito Desportivo (IBDD). Autor do blogextracampo.com. Advogado.
Objetivo:
Conhecer e compreender os ramos do Direito que se relacionam com o desporto;
Estudar os institutos jurídicos próprios do Direito Desportivo;
Analisar a prática pernambucana, brasileira e internacional do Direito Desportivo.
Conteúdo programático:
• ORIGEM E NORMATIZAÇÃO DO FUTEBOL: RESUMO HISTÓRICO DO FUTEBOL: Surgimento da Football Association; Introdução do Futebol no País. EVOLUÇÃO NORMATIVA DO FUTEBOL. O CASO BOSMAN E O DIREITO DESPORTIVO BRASILEIRO. CONTRATO DE TRABALHO DESPORTIVO: CONCEITO. CARACTERES. ELEMENTOS: Elementos Extrínsecos; Elementos Intrínsecos. FORMA. DURAÇÃO. CONTEÚDO. CESSAÇÃO TEMPORÁRIA: Suspensão; Interrupção.
• JUSTIÇA DESPORTIVA.
• ATIVIDADE LABORAL FUTEBOLÍSTICA: VÍNCULO: Vínculo de Emprego e Vínculo de Trabalho; Vínculo Desportivo; o Passe e a Exploração do Atleta. JORNADA DE TRABALHO. FÉRIAS. REMUNERAÇÃO: Ganhos de Natureza Salarial: Contraprestações Mensais; Abono de Férias; Bichos; Luvas; Gratificação Natalina. Gorjetas: Direito de Arena; Mala Preta e Mala Branca. Irredutibilidade Salarial. FGTS.
• TEMAS ATUAIS E POLÊMICOS DE DIREITO DESPORTIVO.
• EXTINÇÃO CONTRATUAL: Resolução; Rescisão: Rescisão Unilateral; Cessão-Transferência; Caducidade; Multa Rescisória e Cláusula Penal. PRESCRIÇÃO. COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA DO TRABALHO.
• TRANSFERÊNCIA DE ATLETAS E AS NORMAS DA FIFA.
——————————————————————————–
Taxa de inscrição:
R$ 100,00 (Advogados Adimplentes e Estudantes)
R$ 120,00 (Demais casos)

Pagamento online CLIQUE AQUI (boleto bancário ou cartão)

http://www.esape.com.br/curso-direito-desportivo-trad/

CURSO DE DIREITO DESPORTIVO TRADICIONAL

II Seminário Nacional de Direito Desportivo na Prática

O II Seminário Nacional de Direito Desportivo na Prática é uma realização do Instituto Pernambucano de Direito Desportivo, do Tribunal de Justiça Desportiva de Pernambuco, com patrocínio da CAIXA, apoio da OAB Pernambuco e da Federação Pernambucana de Futebol e realização da Factos Eventos.

Imagem

Categoriasjurídico

Nota Oficial de apoio à MP 620/2013

Nota Oficial

O Instituto Pernambucano de Direito Desportivo vem a público manifestar seu apoio à emenda aditiva apresentada pelo deputado Jerônimo Goergen (PP-RS) e inserida na MP 620/2013 pela senadora Ana Rita (PT-ES), que pretende tornar mais transparente e democrática a administração das entidades esportivas brasileiras, especialmente para entidades que recebam verbas públicas, quanto à (i) alternância de poder com limitação de reeleição; (ii) transparência na gestão, inclusive quanto a dados financeiros, contratos, patrocínios e outros aspectos; e (iii) garantia de acesso irrestrito dos associados a documentos e informações relativos às contas.

Embora se tratem de pessoas jurídicas de natureza privada, os interesses das entidades de prática e administração desportiva transcendem os limites dos seus muros, atingindo muitas pessoas de maneira difusa, e também o Estado, e por isso carecem de utilizar boas práticas de governança. 

Categoriasjurídico

II Seminário Nacional de Direito Desportivo na Prática

 

 

 

 

II Seminário Nacional de DD na Prática

II Seminário Nacional de Direito 
Desportivo na Prática
Porto de Galinhas – PE
 
21.11.13 à 22.11.13
Apresentamos a realização do II Seminário Nacional de Direito Desportivo na Prática no período de 21 a 22 de novembro de 2013, no Hotel Armação em Porto de Galinhas, promovido pelo Tribunal de Justiça Desportiva e apoio do IPDD – Instituto Pernambucano de Direito Desportivo.

Convidamos todos a participar deste evento.

Sejam Bem Vindos e aproveitem o que o evento possa oferecer de melhor e nos intervalos, um mergulho gostoso no mar de Porto de Galinhas em Pernambuco.

http://www.seminariojusticadesportiva.com.br/principal/

Categoriasjurídico
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.